Regimes tributários possíveis para sociedades de advogados

45109e88 6a70 491a Aa48 E098d1030a58 - Contabilidade em Natal - RN | AZEVEDO CONTABILIDADE

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

No texto de hoje falaremos sobre alguns regimes tributários  possíveis para as sociedades de advogados e a incidência de impostos e contribuições federais para as mesmas, conforme o regime tributário adotado. 

SIMEI 

Esse sistema só é possível para profissionais que trabalham de forma individual e atendam as condições do artigo 18-A da lei complementar nº 123/2006. 

O SIMEI é um sistema de recolhimento em valores fixos mensais dos tributos abrangidos pelo Simples Nacional. 

Simples Nacional

O Simples Nacional nada mais é que um regime tributário que veio para facilitar e simplificar a vida das Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) com benefícios tributários e não tributários. 

A sociedade de advogados pode optar pelo Simples Nacional desde que se enquadre como ME ou EPP e não incorra em nenhuma situação de vedação a esse regime. 

A alíquota deste regime tributário varia conforme o faturamento de cada empresa, separada em faixas até a receita bruta anual de R$4,8 milhões, conforme Lei Complementar nº 155 de outubro de 2016. Sua tributação é progressiva, diminuindo a carga tributária para empresas iniciantes e aumentando de acordo com o seu faturamento.

Em relação a sociedade unipessoal de advocacia esta não é uma das naturezas jurídicas previstas no artigo 3º da Lei Complementar nº 123/2006. Apesar disso, a 5ª Vara Federal do Distrito Federal concedeu tutela antecipada em favor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), permitindo assim que todas as sociedades unipessoais de advocacia lá registradas possam optar pelo Simples Nacional. 

No Simples Nacional os serviços advocatícios são tributos conforme anexo IV da Lei Complementar nº 123/2006. 

Lucro Presumido 

O Lucro Presumido é uma forma de tributação, que como o próprio nome sugere, permite que a Receita Federal presuma o quanto do faturamento da empresa foi lucro para só assim calcular o valor dos impostos devidos. 

As sociedades de advogados podem ser tributadas no Lucro Presumido, desde que não incorram em nenhuma condição de  obrigatoriedade ao Lucro Real. Neste regime tributário a incidência dos impostos e contribuições federais sobre a receita de prestação de serviço advocatício ocorre da seguinte forma: 

  • PIS/PASEP e CONFINS

A pessoa jurídica que optar pelo Lucro Presumido está obrigatoriamente sujeita ao regime cumulativo do PIS/PASEP e COFINS. Assim sendo, os serviços advocatícios prestados estão sujeitos a incidência das referidas contribuições às alíquotas de 0,65% e 3%, respectivamente. 

  • IRPJ e CSLL

No lucro presumido o período de apuração do IRPJ e da CSLL é trimestral. Como esta é uma profissão legalmente regulamentada, deve ser aplicada sobre a receita do trimestre, o percentual de presunção de 32%, tanto para determinar a base de cálculo do IRPJ, quanto para determinar a base de cálculo do CSLL. 

Para determinar o valor apurado de CSLL no trimestre deve ser aplicada sobre a base de cálculo da CSLL apurada a alíquota de 9%. 

Lucro Real 

Ao contrário do Lucro Presumido, o Lucro Real pode ser adotado por todas as empresas, sem exceção, incluindo as sociedades advocatícias. Neste regime tributário o imposto incide apenas sobre o lucro efetivo da empresa, mensalmente ou trimestralmente, não havendo assim a possibilidade de recolhimento maior ou menor do que o devido.

Neste regime a alíquota do imposto IRPJ é de 15% e da CSLL varia entre 9% a 12%. Vale destacar que não havendo lucro ao final do balanço a empresa fica desobrigada ao pagamento dos tributos IRPJ e CSLL. 

Com relação ao PIS e COFINS, são calculados de forma não cumulativa, ambos com alíquotas de 1,65% e 7,6%, respectivamente. 

O grande diferencial do regime não cumulativo para o cumulativo é a possibilidade de apurar crédito para deduzir o valor devido das referidas contribuições. 

Por fim, o ideal é que um profissional capacitado seja consultado antes de se fazer a escolha do modelo ideal para sua sociedade advocatícia, pois esta decisão pode conter impactos no fluxo de caixa e no resultado da empresa. 

Precisa de ajuda na tomada dessa decisão? Entre em contato e converse com um de nossos especialistas. Estamos a disposição para ajudar.

Conheça a Azevedo Contabilidade!

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Captura De Tela 2021 07 26 Às 15.53.50 - Contabilidade em Natal - RN | AZEVEDO CONTABILIDADE

RENDIMENTOS DE YOUTUBER CONSIDERAÇÕES GERAIS – PESSOA JURÍDICA

A presente matéria tem por objetivo apresentar informações acerca da atividade de youtuber pela pessoa jurídica, no sentido da constituição, da possibilidade em ser Microempreendedor Individual (MEI) e quanto a tributação de receitas decorrente de operações no mercado interno e

45109e88 6a70 491a Aa48 E098d1030a58 - Contabilidade em Natal - RN | AZEVEDO CONTABILIDADE

Regimes tributários possíveis para sociedades de advogados

No texto de hoje falaremos sobre alguns regimes tributários  possíveis para as sociedades de advogados e a incidência de impostos e contribuições federais para as mesmas, conforme o regime tributário adotado.  SIMEI  Esse sistema só é possível para profissionais que

Ae382da3 7cdd 483a A845 0d9e688ae283 Contabilidade Em Natal Rn | Blog Azevedo Contabilidade - Contabilidade em Natal - RN | AZEVEDO CONTABILIDADE

Investimentos isentos de Imposto de Renda

Ainda existem muitos mitos sobre aplicações financeiras e impostos que afastam possíveis novos investidores. Muitos ainda se perguntam se serão obrigados a declarar Imposto de Renda (IR) sobre o que investirem. A resposta é depende, nem sempre!  Existem muitos investimentos

E468b212 14d4 499e Ba91 B720390a35a1 - Contabilidade em Natal - RN | AZEVEDO CONTABILIDADE

Transação excepcional de dívidas com a PGFN

Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria nº 14. 402/2020, de 17 de Junho de 2020. A publicação estabelece novas condições para a transação excepcional na cobrança de créditos administrados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). 

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Ainda existem muitos mitos sobre aplicações financeiras e impostos que…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top